or_bar.gif (1182 bytes)

ATUALIDADES

or_bar.gif (1182 bytes)

TURQUIA CONDICIONA APOIO AOS ESTADOS UNIDOS


Por James C. Helicke

ANCARA, Turquia - Segundo notícias nesta quarta-feira, a Turquia concordou em apoiar os Estados Unidos em uma possível ação militar para depor Saddam Hussein, mas pediu que Washington cancele uma dívida de US$ 5 bilhões e garanta que os curdos não terão um estado independente.

Líderes turcos se opuseram publicamente à ação americana contra Saddam e reagiram friamente à visita feita pelo secretário de Defesa substituto, Paul Wolfowitz, para conseguir apoio turco. Mas, a Turquia tem uma necessidade premente de empréstimos estrangeiros para se recuperar da profunda crise financeira e é provável que não tenha outra escolha a não ser concordar com a ação americana.

De acordo com o jornal Hurriyet, a Turquia pediu que os Estados Unidos cancelem sua dívida militar no valor de US$ 5 bilhões e insistiu que a mudança de regime em Bagdá seja aceita pelo povo iraquiano. Também foi pedido a Wolfowitz garantia pública de que o estado curdo não seria criado no norte do Iraque e que a ação militar não prejudicaria a já frágil economia turca.

Se o Iraque se tornar um estado democrático, "Não será só o povo iraquiano quem irá se beneficiar e sim o mundo como um todo, e muito mais esta região ... A Turquia se beneficiará enormemente se o Iraque se tornar um país normal, disse Wolfowitz, o  número 2 do Pentágono, que se encontrou com líderes turcos na terça e quarta-feira.

A Turquia foi uma base importante para os aviões americanos durante a Guerra do Golfo, que expulsou os soldados iraquianos do Kwait. A Turquia, membro da OTAN, ainda é base para 50 aviões de combate americanos, que fiscalizam a zona de exclusão aérea ao norte do Iraque, para proteger os curdos que têm uma zona autônoma lá, oriunda de punição imposta a Bagdá.

O jornal Sabah disse que durante o encontro com Wolfowitz, o Comandante em Chefe da Turquia, general Huseyin Kivrikoglu, questionou sobre a forma pela qual os Estados Unidos estavam imaginando impedir a criação de um estado curdo. A Turquia teme que um estado curdo no norte do Iraque possa incentivar rebeldes curdos  que vêm lutando há 15 anos por sua autonomia dentro do território turco. Segundo informado, Wolfowitz assegurou aos líderes turcos que os Estados Unidos se opunham firmemente à criação de um estado curdo.

A Turquia também advertiu que as ricas regiões petrolíferas de Mosul e Kirkuk, no norte do Iraque, não devem ser controladas pelos curdos iraquianos, disse o Hurriyet. As áreas estão fora da zona curda autônoma.

Publicado no Washington Post. O autor escreve para a Associated Press.
Quarta-feira, 17/07/02



1