or_bar.gif (1182 bytes)

ATUALIDADES

or_bar.gif (1182 bytes)

ALGUNS DADOS SOBRE OS REFUGIADOS PALESTINOS

Quem são eles?

Refugiado palestino é todo palestino que foi deslocado de sua casa durante as guerras de 1948 e 1967. De acordo com a definição da ONU, refugiado palestino, e seus descendentes, inclui "qualquer pessoa cujo local de residência ficava na Palestina (Mandato Britânico) durante o período de 1° de junho de 1946 a 15 de maio de 1948, e que, em consequência do conflito de 1948, perdeu sua casa e os meios de sobrevivência."

Em 1948, com a criação do estado de Israel, estima-se que entre 700.000 e 800.000 palestinos (80% da população palestina) foram expulsos de suas terras e 531 cidades palestinas foram destruídas. Em 1967, após Israel ter ocupado a Faixa de Gaza, cerca de 350.000 palestinos tornaram-se refugiados pela segunda vez.

Quantos refugiados existem atualmente?

Hoje existem quase 5 milhões de refugiados palestinos, sendo que desses, cerca de 3.8 milhões estão registrados e recebem serviços da Relief and Works Agency da ONU (UNRWA). Devido à magnitude da crise dos refugiados palestinos, a UNRWA foi criada em 1950, como uma agência especial da ONU, com o objetivo de proporcionar serviços de assistência aos refugiados espalhados nos campos da região.

Os refugiados representam 70% de toda a população palestina. Os palestinos são a maior população de refugiados no mundo e, segundo o Comitê para Refugiados dos Estados Unidos, um em cada quatro refugiados do mundo é palestino. Eles estão dispersos por todo o planeta, e as condições de vida variam. Cerca de 1 milhão desses refugiados vivem em 59 campos de refugiados localizados na Faixa de Gaza, Cisjordânia, Líbano, Síria e Jordânia.

O que acontece com os cidadãos palestinos na Israel de hoje?

A Guerra de 1948 resultou na criação do estado de Israel em 77% da Palestina sob Mandato Britânico. Aproximadamente 100.000 palestinos permanecem no território que se transformou no estado de Israel e foram naturalizados como cidadãos israelenses. Cerca de 40.000 desses 100.000 foram deslocados internamente de suas terras e casas e a maior parte foi impedida de retornar, ainda que fossem considerados cidadãos israelenses.

Algum palestino conseguiu retornar para casa?

Após a Guerra de 1948, afora um pequeno número que retornou em razão de negociações, os refugiados de um modo geral não conseguiram exercer seu direito de retorno. O estado de Israel vem rejeitando de forma consistente esse direito, com exceção de uma oferta condicional de aceitar 100.000 refugiados no início dos anos 50, que foi retirada mais tarde.

Onde estão os refugiados agora?

Os palestinos estão espalhados por todo o mundo. A população refugiada de 5 milhões está concentrada principalmente dentro da área do Mandato Britânico na Palestina e nos estados árabes vizinhos. Mais de 80% dos refugiados continuam a viver dentro do perímetro de 100 km de suas cidades e aldeias de origem. Cerca de um milhão desses refugiados vivem em campos de refugiados.

Os refugiados palestinos são aceitos como residentes temporários, em condições especiais, que variam do ponto de vista legal - até que retornem às suas casas, com base nas disposições das resoluções da ONU e da legislação internacional. Muitos países árabes que hospedam a maioria dos refugiados hesitam - ou no caso do Líbano relutam - em aceitar comunidades de refugiados palestinos com direitos civis plenos. Mesmo em países onde os refugiados usufruem de direitos civis plenos (como na Jordânia), eles são encarados como um fator de desestabilização potencial para a política nacional e, assim, são mantidos sob constante fiscalização dos serviços de inteligência do estado.

(Fonte: Grassroots International & BADIL)

back1.gif (279 bytes)

 

1